domingo, 6 de abril de 2014

Super-resumo: regras de acentuação gráfica

1. Noções preliminares

Antes de iniciar este estudo, lembre-se dos seguintes conceitos:

>> Sílaba tônica

É a que se pronuncia com mais intesidade que as outras (lin-gua-gem).

>> Sílaba átona

É a que se pronuncia com menos força que as outras (lin-gua-gem).

>> Semivogal

É uma vogal fraca que se apoia na mais forte para formar uma sílaba.
São as letras i e u, quando acompanham outra vogal na mesma sílaba, ou e e o, quando átonas, também acompanhando outra vogal (pa-pai, tou-ro)

>> Encontro vocálico

É o encontro de duas ou mais vogais em uma palavra (loiro).
Podem ser: ditongo, hiato e tritongo.

>> Dígrafo: grupo de duas letras que representam um único som ou uma única articulação (ch em achar, rr em carro, ss em massa)

>> Ditongo

É reunião de dois sons vocálicos numa sílaba (ai, ão, ei, eu, iu, õe, oi, ui) ou (vogal + semivogal (i,u) ou semivogal + vogal >> na mesma sílaba)

Ditongo crescente

Aquele que é composto por uma semivogal seguida de uma vogal (como ua em quatro ou ia em ária).

Ditongo decrescente

Aquele que é composto por uma vogal seguida de uma semivogal (como ei em reinado ou eu em pneu).

Nota:

A sempre será vogal.

>> Hiato: nome que se dá quando dois sons vocálicos estão em sílabas vizinhas, ou seja, duas vogais e são pronunciado em sílabas diferentes (ju-iz).

>> Tritongo: conjunto de três vogais que se pronunciam de numa só sílaba (i-guais).
>> Rizotônica: diz-se das formas verbais que têm como sílaba .tônica ou dominante a última do radical (eu, tu, ele e eles no presente do indicativo).


2. Regras de acentuação gráfica


As regras de acentuação gráfica procuram reservar os acentos para as palavras que se enquadram nos padrões prosódicos[i] menos comuns da língua portuguesa.
Disso resultam as regras a seguir.

a) Monossílabos

São acentuados os monossílabos tônicos terminados em:

a, as

pá
gás

e, es

pé
mês

o, os

só
nós

Atenção

a) As palavras monossílabas átonas (artigos, conjunções, preposições e pronomes oblíquos sem preposição) não recebe acento gráfico.

De                           hoje em diante,        mais atenção a eles.
monossílaba                                           monossílaba
átona                                                     tônica
              
                                              

Ele teve muito                                   do menino.
monossílaba           monossílaba
tônica                     átona
                              

b) A partícula que é tônica e, portanto, acentuada, quando substantivo, interjeição e em fim de frase; é monossílabo átono e, portanto, não acentuada, quando pronome relativo ou conjunção.

A verdade é que tive medo, não sei por que, nem sei de quê.
Por que choras, por quê?

b) Vocábulos de mais de uma sílaba

Oxítonas

Têm a última sílaba tônica.
Acentuam-se as palavras oxítonas terminadas em:

a, as

vatapá
estás

e, es

jacaré
jacarés

o, os

avó
supôs

em, ens

alguém
armazéns

Paroxítonas

Têm a penúltima sílaba tônica.
Acentuam-se as palavras paroxítonas terminadas em:

r

açúcar

l

vel

n

hífen

>> mas: hifens

>> plural on, ons

próton
prótons

x

nix

i, is

xi
pis

us

vírus

>> Há poucos paroxítonos terminados em –u.


um, uns

álbum
álbuns

ão, ãos

órgão
órfãos

ã, ãs

órfã
órfãs

ps

fórceps

Ditongo crescente

Estas palavras podem ser consideradas tanto paroxítonas quanto proparoxítonas e devem ser todas acentuadas.
Alguns gramáticos chamam de proparoxítonos relativos os vocábulos paroxítonos terminados por ditongo crescente.
Os encontros vocálicos átonos no fim de palavras tanto podem ser entendidos como ditongos quanto como hiatos.

cárie
lírios
régua

Regra: Levam acento agudo ou circunflexo os vocábulos terminados por  ditongo oral átono, quer decrescente ou crescente, seguido ou não de s.

á-geis,
á-rea
es-pon-tâ-neo

Atenção

a) Segundo o novo Acordo Ortográfico, as paroxítonas terminadas em hiato oo não levam o acento circunflexo:

            abençoo

b) Os prefixos paroxítonos terminados em i e r não são acentuados, ou seja, não obedecem a regras de acentuação por não terem existência autônoma na língua:

semiautomático
antisséptico
super-homem
inter-regional.

c) As paroxítonas terminadas em n (hífen, éden, próton, íon) devem ser acentuadas, mas as terminadas em ens (hifens, edens, itens, homens) não devem ser acentuadas.

d) As paroxítonas terminadas ons (prótons, nêutrons) continuam, como no singular (próton, nêutron), tendo acento no plural.

Dica

Para gravar essas regras, lembre-se que se acentuam as paroxítonas terminadas em todas as consoantes da palavra RouXiNoL, mais as terminações em: i, is, us, um, uns, ão, ãos, ã, ãs, ps e ditongo.

Proparoxítonas

Têm a antepenúltima sílaba tônica e, nesse caso, é a sílaba que leva acento.
Acentuam-se todas as palavras proparoxítonas.
A vogal com timbre aberto é acentuada com um acento agudo, já a com timbre fechado ou nasal é acentuada com um acento circunflexo.

lâmpada

Atenção

É necessário ter cuidado com palavras que podem ter pronúncia diferentes e, por isso, se enquadram em diferentes regras.

lástima (substantivo): é acentuada porque é proparoxítona.
lastima (verbo): não é acentuada porque as palavras paroxítonas terminadas em a não recebem acento.


Casos especiais

Ditongos abertos

Levam acento agudo os ditongos abertos tônicos, quando em palavras monossílabas e  oxítonas.

éis

papéis

éu

céu
troféu

ói (s)

dói
herói


Atenção

a) Em palavras como amei, gineceu, foice, o ditongo não recebe acento, pois ele não é aberto, mas sim fechado, ou seja, pronunciado com a boca mais fechada.

b) Em palavras como pasteizinhos, apesar de o ditongo ser aberto éi, não se coloca o acento gráfico, pois ele não está na sílaba tônica; a sílaba tônica, no caso é zi.

c) Observe que, segundo o novo Acordo Ortográfico, os ditongos abertos éi e ói da sílaba tônica das palavras paroxítonas não levam acento agudo.

ideia (i-dei-a)
jiboia (ji-boi-a)

>> As palavras paroxitonas incluída neste caso, quando terminadas em –r,  se enquadrarem na regra geral de acentuação e, portanto, recebem acento gráfico:

blêi-zer
des-trói-er

d) Os ditongos ai, au, iu, ui, não recebem acento nas oxítonas e paroxítonas.

arcaico
Manaus
feriu
gratuito

Acentuação do i e u tônicos

Levam acento agudo o i e u tônicos quando:

a) Representem  a segunda vogal tônica de um hiato (sa-í-da).
b) Quando não formem sílaba com r, l, m, n, z (sa-í-da).
c) Não sejam seguidos pelo dígrafo nh (sa-í-da).
d) Formem sílaba sozinha ou com s na mesma sílaba (sa-í-da).
e) Seja precedido de vogais que não sejam eles próprios (sa-í-da).
f) Nas palavras paroxítonas, não sejam precedidos de ditongo (sa-í-da).

saída >> sa-í-da
incluído >> in-clu-í-do
egoísta >> e-go-ís-ta
aí >> a-í
raízes >> ra-í-zes

saúde >> sa-ú-de
balaústre >> ba-la-ús-ter
Grajaú >>Gra-ja-ú

rainha >> ra-i-nha
raiz >> ra-iz 
Paul >> Pa-ul
ruim >> ru-im
ruins >> ru-ins

Permanece sendo acentuados o i ou u tônicos das palavras oxítonas, quando precedidos de ditongo decrescente, estiverem em posição final, sozinhas na sílaba, ou seguidas de s.

tuiuiú (tui-iu-ú)
tuiuiús (tui-iu-ús)
Piauí (Pi-au- í)

>>  Se a consoante final for diferente de s, tais vogais não serão acentuadas:

cau-im

Palavras como baú (ba-ú), saí (sa-í), etc., são acentuadas, não por serem oxítonas, mas por o i e o u formarem sílabas sozinhas, num hiato.

As palavras a seguir não recebem acento:

ju-iz
Embora o i seja a segunda vogal do hiato, ele não recebe acento porque não está sozinho na sílaba.

Sa-ul
Embora o u seja a segunda vogal do hiato, ele não recebe acento porque não está sozinho na sílaba.

ba-i-nha
Embora o i seja a segunda vogal do hiato e esteja sozinho na sílaba, ele não recebe acento porque está seguido de nh.


Atenção

Segundo o novo Acordo Ortográfico, não levam acento agudo o i e u tônicos formando hiato nas palavras paroxítonas, quando precedidas de ditongo decrescente.

feiura (fei-u-ra)

paroxitona >> sílaba tônica u
ei – ditongo decrescente
u - hiato

bocaiuva

Não confunda!

A regra só serve se houver ditongo decrescente antes de hiato.
Portanto, palavras como sde, sda, etc. seguem sem alterar o sinal pois não há ditongo antes do hiato.

>>  A palavra paroxítona guaíba (gua-í-ba) não perde o acento agudo porque a vogal tônica i está precedida de ditongo crescente.

Apesar de não poder ser considerado um caso de tonicidade, coloca-se um acento grave (`) na crase da preposição a com os artigos femininos a, as e com os pronomes demonstrativos aquele, aqueles, aquela, aquelas, aquilo

à
às
àquele
àquilo.

Grupos gue, gui, que, qui

Segundo o novo Acordo Ortográgico, desapareceu o acento agudo no u tônico nos grupos gue, gui, que, qui das formas rizotônicas dos verbos como averiguar, apaziguar, arguir, redarguir, enxaguar.

averigue
apazigue
ele argui
enxague você

Trema ( ¨ )

Desapareceu em todas as palavras, exceto em a palavras estrangeiras como sobrenomes.

frequente
linguiça
sequestro
Müller

Acento diferencial

O acento diferencial é utilizado para diferenciar palavras de grafia semelhante.
É obrigatório nos seguintes casos:

pode
terceira pessoa do singular do presente do indicativo de poder
pôde
terceira pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo de poder

por
preposição
pôr
verbo

tem
terceira pessoa do singular do verbo ter
têm
terceira pessoa do plural do verbo ter

Os derivados do verbo ter têm na terceira pessoa do singular um acento agudo "´".
Já a terceira pessoa do plural tem um acento circunflexo "^"

ele mantém
eles mantêm

vem
terceira pessoa do singular do verbo vir
vêm
terceira pessoa do plural do verbo vir

Os derivados do verbo vir têm na terceira pessoa do singular um acento agudo "´".
Já a terceira pessoa do plural tem um acento circunflexo "^".

ele provém
eles provêm

Não se acentuam mais:

para (á) flexão de parar;
pela (é) substantivo e flexão de pelar;
pelo (é) flexão de pelar e pelo (ê) substantivo;
polo (ó) substantivo;
pera (ê) substantivo.

Casos em que o acento diferencial é opcional.

Acento diferencial do pretérito:

É facultativo assinalar com acento agudo as formas verbais de pretérito perfeito do indicativo, para as distinguir das correspondentes formas do presente do indicativo (verbos da primeira conjugação >> terminados em -ar >> chegamos, amamos, louvamos, etc.), já que o timbre da vogal tônica é aberto naquele caso (pretérito) em certas variantes do português: chegámos, amámos, louvámos.

nós chegamos (1ª pessoa do plural no presente - indicativo)
nós chegámos (1ª pessoa do plural no pretérito - indicativo)

forma x fôrma

forma (substantivo e verbo)
fôrma (substantivo)

A forma da fôrma.

dêmos x demos

dêmos (presente do subjuntivo)
demos (pretérito perfeito do indicativo)

Grupo do crê-dê-lê-vê:

Os verbos crer, dar, ler e ver são os únicos que na 3ª pessoa do plural do presente do indicativo ou subjuntivo terminam em –eem.
Segundo o novo acordo ortográfico, eles perderam o acento circunflexo.

ele crê
eles creem

ele
eles deem (=presente do subjuntivo);

ele
eles leem

ele vê
eles veem

Essa regra também vale para os verbos derivados:

ele relê
eles releem

ele prevê
eles preveem

Atenção

Após a Reforma Ortográfica, o acento diferencial foi quase totalmente eliminado da escrita, porém, obviamente, a pronúncia continua a mesma.


Formas verbais às quais se associam os pronomes oblíquos lo, la, los, las

Obedecem às mesmas regras de acentuação que todas as demais palavras.

retirá-los: é acentuada por ser oxítona terminada em a.
atraí-los: é acentuada por apresentar o i na segunda vogal do hiato, sozinho e sem nh depois.
dividi-las: não é acentuada, porque oxítona terminada em i não recebe acento.

>>  Se o verbo estiver no futuro poderá haver dois acentos:

amá-lo-íeis
pô-lo-ás


[i] Prosódia:é o estudo dos sons da fala, do ponto de vista da acentuação, entoação, duração, etc

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aulas de Português

Maiores Dificuldades da Língua Portuguesa

Estudos de Filosofia

Estudando a Língua Inglêsa

Língua Portuguesa: Correção de Frases